III – Declaração de Fé

A. Deus, o Rei e a Santíssima Trindade

 

NÓS CREMOS que Deus é o Rei[1] Eterno[2]. Ele é infinito[3], Espírito[4], imutável[5], perfeito[6] em santidade[7], sabedoria[8], bondade[9], justiça[10], poder[11] e amor[12]. Desde toda a eternidade[13] Ele existe como o Único[14], Vivo[15] e Verdadeiro[16] Deus em três pessoas[17] de única substância[18]: o Pai, o Filho e o Espírito Santo[19], iguais em poder e glória[20].

B. Deus, o Rei: O Criador e Controlador de Todas as Coisas

 

NÓS CREMOS que o Reino de Deus é eterno[21]. Do Seu trono[22], através de Seu Filho, Sua Palavra[23] eterna, Deus criou[24], sustenta[25] e governa[26] tudo o que existe[27]: as regiões celestiais[28], as hostes angelicais[29] o universo[30], a terra[31], todo ser vivente[32] e os seres humanos[33]. Deus criou todas as coisas muito boas[34].

C. O Falso Reino: Satanás e as Hostes Demoníacas

 

NÓS CREMOS que Satanás, originalmente um grande e bom anjo, rebelou-se contra Deus, levando consigo uma hoste angelical[35]. Ele foi expulso da presença de Deus e, como usurpador do domínio de Deus estabeleceu um contra reino de trevas[36] e maldade sobre a terra[37].

D. O Reino na Criação, a Queda & a Doutrina do Pecado Original

 

NÓS CREMOS que Deus criou o homem á Sua imagem, macho e fêmea[38], para relacionarem-se com Ele e governarem a terra[39]. Sob a tentação de satanás[40], nossos primeiros pais caíram da graça[41], trazendo o pecado[42], as enfermidades[43] e o julgamento de Deus, que é a morte sobre a terra[44]. Por causa da queda, Satanás e suas hostes demoníacas obtiveram acesso à boa criação de Deus[45]. A criação agora prova as conseqüências e efeitos do pecado original de Adão[46]. Seres humanos nascem em pecado[47], sujeitos ao julgamento de Deus, que é a morte[48], e cativos do reino Satânico[49] das trevas.

E. A Providência de Deus, a Lei do Reino e os Pactos (Alianças)

 

NÓS CREMOS que Deus não abandonou seu governo sobre a terra[50], o qual ele continua sustentando pelo seu cuidado[51]. Com o fim de trazer a redenção, Deus estabeleceu alianças[52] que revelaram Sua graça aos pecadores[53]. Na aliança com Abraão, Deus ligou a si mesmo com Seu povo Israel, prometendo livrá-los da escravidão do pecado e de Satanás e abençoar a todas as nações através deles[54].

NÓS CREMOS que como um Rei, Deus posteriormente redimiu seu povo através de atos de poder, da escravidão do Egito[55] e estabeleceu Sua aliança através de Moisés, revelando Sua perfeita vontade e nossa obrigação de cumpri-la[56]. O propósito da lei é corrigir nossa natureza caída[57] e tornar-nos conscientes de nossa responsabilidade moral[58]. Por meio do Espírito de Deus[59], somos convencidos do nosso pecado[60] e do reto juízo de Deus contra nós[61] e somos levados á Cristo para nossa salvação[62].

NÓS CREMOS que quando Israel rejeitou o governo de Deus sobre si como Rei[63], Deus estabeleceu a monarquia em Israel[64] e fez uma aliança incondicional com Davi[65], prometendo que sua herança iria restaurar o governo do Reino de Deus sobre seu povo como o Messias eternamente[66].

F. Cristo, o Mediador e Rei Eterno

 

NÓS CREMOS que na plenitude dos tempos[67] Deus honrou suas alianças com Israel e Suas promessas proféticas de salvação[68] enviando Seu Filho Unigênito[69], Jesus, ao mundo[70]. Concebido pelo Espírito Santo e nascido da Virgem Maria[71], sendo plenamente Deus e plenamente humano em uma pessoa[72], Ele é humanamente como Deus planejou que fôssemos[73]. Jesus foi ungido como Messias de Deus e cheio do Espírito Santo[74], inaugurando o Reino de Deus sobre a terra[75], sobrepujando o reino de Satanás pela sua vitória sobre as tentações[76], pregando as boas novas de salvação[77], curando os enfermos[78], expulsando demônios[79], e ressuscitando os mortos[80]. Reunindo seus discípulos[81], ele reconstituiu o povo[82] de Deus como sua igreja[83] para ser instrumento de Seu Reino[84]. Posteriormente morrendo pelos pecado do mundo[85], Jesus ressuscitou dentre os mortos ao terceiro dia[86], cumprindo a aliança de bênçãos dada a Abraão[87]. Em sua vida sem pecados e perfeita[88] Jesus cumpriu as normas da lei[89], e em sua morte expiatória na cruz[90] Ele recebeu o julgamento de Deus pelo pecado[91], o qual nós merecemos como ofensores da lei[92]. Pela Sua morte na cruz Ele também desarmou os poderes demoníacos[93].

A aliança com Davi foi cumprida com o nascimento de Jesus proveniente da casa de Davi[94], seu ministério Messiânico[95], sua gloriosa ressurreição da morte[96], sua ascensão aos céus e seu governo atual à direita do Pai[97]. Como Filho de Deus e herança de Davi[98], Ele é o eterno Rei e Messias[99], avançando o Reinado de Deus através de todas as gerações em todas as extremidades da terra hoje[100].

G. O Ministério do Espírito Santo

 

NÓS CREMOS que o Espírito Santo foi derramado sobre a Igreja no Pentecostes em poder[101], batizando os crentes no Corpo de Cristo[102] e distribuindo os dons do Espírito a eles[103]. O Espírito traz a permanente ratificação da presença de Deus para nós[104] para adoração espiritual[105], santificação pessoal[106], edificação da igreja[107], capacitação para o ministério[108] e confrontação do Reino de Satanás[109], através da evangelização do mundo pela proclamação da palavra de Jesus[110] e realização de sua obra[111].

NÓS CREMOS que o Espírito Santo habita em todo crente em Jesus Cristo[112] e que Ele é nosso permanente Ajudador[113], Mestre[114] e Guia[115]. Nós cremos no enchimento ou plenitude do Espírito Santo[116], muitas vezes como uma experiência consciente[117], para o ministério em nossos dias[118]. Nós cremos no ministério do Espírito hoje[119] e no exercício de todos os dons bíblicos do Espírito[120]. Nós praticamos a imposição de mãos para capacitação no Espírito Santo[121], para cura[122] e para reconhecimento e envio de todos aqueles a quem Deus têm ordenado para liderar e servir a Igreja[123].

H. A Suficiência das Escrituras

 

NÓS CREMOS que o Espírito Santo inspirou os autores humanos das Santas Escrituras[124] e, portanto a Bíblia não contém erros[125] em seus manuscritos originais. Nós recebemos os sessenta e seis livros do Velho e Novo Testamentos[126] como nossa final e absoluta autoridade, a única e infalível regra de fé[127] e prática[128].

I. O Poder do Evangelho Sobre o Reino das Trevas

NÓS CREMOS que todo o mundo está sob a dominação de Satanás[129] e que todos são pecadores por natureza[130] e escolha[131]. Todos estão, portanto sob o justo juízo de Deus[132]. Através da pregação das Boas Novas de Jesus e do Reino de Deus[133] e da obra do Espírito Santo[134], Deus regenera[135], justifica[136], adota[137] e santifica[138] através de Jesus pelo Espírito[139] a todos que se arrependem dos seus pecados[140] e crêem em Jesus Cristo como Senhor[141] e Salvador[142]. Desta forma são libertos do domínio de Satanás e entram no Reino de Deus[143].

J. A Igreja: Instrumento do Reino

 

NÓS CREMOS em uma Igreja Una[144], Santa[145] e Universal[146]. Todos que se arrependem de seus pecados e confessam Jesus como Senhor e Salvador são regenerados pelo Espírito Santo[147] e passam a fazer parte do Corpo de Cristo[148], do qual Ele é a cabeça[149] e nós somos os membros[150].

K. O Batismo e a Ceia do Senhor

 

NÓS CREMOS que Jesus Cristo deixou duas ordenanças para a Igreja: Batismo nas águas[151] e a Ceia do Senhor[152]. Ambas são para todos os crentes.

L. O Reino de Deus e o Julgamento Final

 

NÓS CREMOS que o Reino de Deus veio ao mundo através do ministério de nosso Senhor Jesus Cristo[153], e que continua a vir através do ministério do Espírito Santo por intermédio da igreja[154] e que será consumado na gloriosa, visível e triunfante aparição de Jesus[155] – Seu retorno á terra como Rei[156]. Depois do retorno de Jesus para reinar[157], Ele trará a derrota final de Satanás e todas as suas obras[158], a ressurreição dos mortos[159], o julgamento final[160] e a eterna bênção dos justos e a eterna consciência de punição dos perversos[161]. Finalmente, Deus vai ser tudo em todos[162] e seu Reino e Seu domínio[163] serão completos nos novos céus e nova terra[164], recriados pelo Seu poder, onde Sua retidão habita[165] e na qual Ele será adorado eternamente[166].

Referências:

 

[1] Deuteronômio 33:27; Isaías 44:6; Romanos 1:20
[2] Salmo 95:3; Isaías 43:15
[3] Salmo 147:5; Jó 11:7-9
[4] João 4:24
[5] Tiago 1:17
[6] Mateus 5:48
[7] Isaías 6:3; I Pedro1: 15-16
[8] Salmo 104:24; Provérbios 2:6; Isaías 28:29
[9] Êxodo 33:19; Salmo 31:19
[10] Salmo 33:5; Salmo 89:14; Isaías 30:18
[11] Êxodo 15:6; Salmo 63:2
[12] I João 4:8
[13] Isaías 43:13
[14] Isaías 45:5; I Coríntios 8:4
[15] Salmo 42:2; Salmo 84:2
[16] Jeremias 10:10
[17] João 1:18; João 10:30; João 14:9; João 14:16-17; João 14:26; João 15:26; II Coríntios 3:17-18
[18] João 1:1; João 1:14; II Coríntios 3:17
[19] Mateus 28:19-20; II Coríntios 13:14; Apocalipse 1:4
[20] Apocalipse 5:13; Efésios 3:14-21
[21] Salmo 45:6; Salmo 145:13; Daniel 4:3
[22] Salmo 93:1-2
[23] João 1:1-3; I Coríntios 8:6; Colossenses 1:15-16; Hebreus 1:1-2
[24] Gênesis 1:1; Salmo 95:3-5
[25] Colossenses 1:17; Hebreus 1:3
[26] Salmo 103:19; Salmo 104:24-29
[27] Salmo 96:4-6
[28] Salmo 89:11
[29] Salmo 103:20-21
[30] Colossenses 1:16-17
[31] Salmo 104:5
[32] Salmo 103:22
[33] Salmo 22:28; Salmo 47:8
[34] Gênesis 1:31
[35] Apocalipse 12:7-9
[36] II Coríntios 11:14; Colossenses 1:13-14; Efésios 6:12
[37] Marcos 3:22-26; Efésios 2:1-2; I João 5:19
[38] Gênesis 1:26-27
[39] Gênesis 1:26
[40] Gênesis 3:1; Apocalipse 12:9
[41] Gênesis 3:8; Romanos 1:21; Romanos 5:16
[42] Romanos 5:12
[43] João 5:14
[44] I Coríntios 15:22
[45] João 8:44; I João 5:19
[46] Romanos 8:20-23
[47] Salmo 51:5
[48] Ezequiel 18:4; Romanos 2:5; Romanos 2:12; Hebreus 9:7
[49] Gálatas 1:3-5; Gálatas 4:8-9; Colossenses 1:13
[50] Salmo 24:1
[51] Salmo 96:10; Isaías 40:22; Hebreus 1:3
[52] Romanos 9:4
[53] Efésios 2:12
[54] Gênesis 17:3-8; Gênesis 12:2-3; Gênesis 15:4-6; Romanos 4:3-5; Romanos 4:16; Romanos 4:20-25; Gálatas 3:6-9; Gálat 3:13-14
[55] Êxodo 15:3-18;
[56] Êxodo 19:3-6; Êxodo 24:3-4; Êxodo 24:7; Romanos 8:3-4; Romanos 8:12-14
[57] Deuteronômio 5:1-3; Deuteronômio 30:15-18; Gálatas 3:23-25
[58] Salmo 25:8-10; Romanos 7:7
[59] João 15:26; João 16:8-11; II Coríntios 3:14-17
[60] Romanos 7:13; Gálatas 3:19; Gálatas 3:21-22
[61] Romanos 2:1-11
[62] Gálatas 3:24; Filipenses 3:8-9
[63] I Samuel 8:6-8
[64] I Samuel 8:21-22; I Samuel 9:15-16; I Samuel 10:1; I Samuel 10:24
[65] II Samuel 7:11-16; Salmo 89:34-37
[66] Isaías 9:6-7; Isaías 11:1-5; Jeremias 23:5-6; Ezequiel 34:23
[67] Marcos 1:15; Gálatas 4:4
[68] Romanos 1:2-4
[69] João 1:14
[70] João 1:17-18
[71] Lucas 1:30-35
[72] João 1:14; Filipenses 2:5-7
[73] Romanos 5:19; I Coríntios 15:22; I Pedro 2:22; II Coríntios 5:21; Romanos 8:29
[74] Lucas 3:21-22; Lucas 4:16-21
[75] Marcos 1:14-15; Lucas 11:20; Lucas 17:20-21
[76] Lucas 4:1-13
[77] Lucas 4:43
[78] Lucas 4:40
[79] Lucas 4:41
[80] Lucas 7:14-17
[81] Marcos 1:16-17
[82] Marcos 3:13-15
[83] Mateus 16:18
[84] Lucas 9:1-2; Lucas 10:1-17
[85] João 1:19; João 6:51; I João 4:9-10
[86] Marcos 8:31; I Coríntios 15:3-5
[87] Gálatas 3:13 – 14
[88] Atos 3:14-15; Hebreus 4:15
[89] Romanos 5:18-19
[90] I Pedro 2:24
[91] Gálatas 3:13; II Coríntios 5:21
[92] Romanos 1:18; Romanos 1:32; Romanos 2:12; II Tessalonicenses 1:6-10
[93] Colossenses 2:13-15
[94] Mateus 1:1
[95] Lucas 1:68-72; Lucas 2:10-11; Mateus 9:27
[96] Atos 2:24-28
[97] Atos 2:29-36
[98] Romanos 1:1-4
[99] Hebreus 1:1-3
[100] I Coríntios 15:24-26; Efésios 1:19-23; Apocalipse 5:5
[101] Atos 1:8; Atos 2:1-4
[102] I Coríntios 12:13
[103] I Coríntios 12:4-7
[104] João 14:16-17
[105] Romanos 12:1; Efésios 5:18-20
[106] Romanos 8:3-4
[107] I Coríntios 14:12; I Coríntios 14:26
[108] Romanos 12:4-6
[109] Lucas 11:20; João 3:8b
[110] Efésios 6:10-20
[111] João 14:12-13; Romanos 15:18-19; I Coríntios 4:20
[112] Romanos 8:9-10
[113] João 16:7
[114] João 14:26
[115] João 16:13-15; Romanos 8:14
[116] Lucas 24:49; Atos 4:31
[117] Atos 8:18-19; Atos 19:1-2
[118] I Coríntios 2:4-5; II Coríntios 4:7; II Coríntios 6:4-7
[119] Joel 2:28-29; Atos 2:15-17
[120] I Coríntios 12:7-11; I Coríntios 14:1; I Coríntios 14:5; I Tessalonicenses 5:19-21
[121] Atos 8:14-17; Atos 19:6
[122] Marcos 1:41; Lucas 6:18b e 19; Marcos 16:18
[123] Atos 13:1-3; I Timóteo 4:14; II Timóteo 1:6
[124] II Timóteo 3:16-17; II Pedro 1:20-21; I Coríntios 2:12-13; João 14:26
[125] Salmo 19:7-9; Salmo 119:11; Salmo 119:30; Salmo 119:43; Salmo 119:89; Mateus 5:17-18; João 3:34; João 10:35; I Tessalonicenses 2:13; Apocalipse 22:6
[126] Lucas 24:44; II Pedro 3:15-16; Apocalipse 22:18-19
[127] Isaías 40:8; Mateus 24:35
[128] Mateus 7:21; Mateus 7:24; Lucas 1:38; Tiago 1:22-25
[129] Lucas 4:5-7; I João 5:19
[130] I Coríntios 15:22; Efésios 2:1-3
[131] Romanos 1:21-23; Romanos 1:32
[132] Romanos 1:18; Romanos 2:5; II Coríntios 5:10; Efésios 5:6
[133] Marcos 1:14-15; Atos 8:12; Atos 28:31; Efésios 5:5
[134] João 16:7-11
[135] João 3:5-8; I Pedro 1:23
[136] Romanos 5:1-2; Romanos 5:9
[137] Romanos 8:15; Gálatas 4:6
[138] Efésios 5:25; Hebreus 13:12
[139] I Pedro 1:1-2
[140] Atos 2:38
[141] Romanos 10:9
[142] I João 4:13-15
[143] Colossenses 1:13-14; Filipenses 3:20
[144] João 17:20-21; Efésios 4:3-6
[145] I Coríntios 3:16-17
[146] Mateus 16:17-18; I Coríntios 1:2; Efésios 2:18-19; I Pedro 2:9-10
[147] Tito 3:4-7
[148] Romanos 12:4-5
[149] Efésios 1:22; Efésios 5:23
[150] I Coríntios 12:27
[151] Mateus 28:19-20
[152] I Coríntios 11:23-26
[153] Daniel 7:13-14; Mateus 4:23; Mateus 12:28
[154] Mateus 6:10; Mateus 10:7-8; Mateus 24:14; Marcos 13:11; João 15:26-27; Romanos 14:17-18
[155] Marcos 13: 26; Atos 1:9-11; II Tessalonicenses 2:8
[156] Apocalipse 19:11-16
[157] Mateus 25:31-32; I Coríntios 15:23-25
[158] Apocalipse 20:10
[159] I Coríntios 15:51-52
[160] João 5:28-30; Apocalipse 20:11-15
[161] Mateus 25:31-46
[162] I Coríntios 15:24-28
[163] I Timóteo 6:13-16
[164] II Pedro 3:13; Apocalipse 21:5
[165] Apocalipse 21:27
[166] I Timóteo 1:17; Apocalipse 7:9-12

Via: http://www.vineyardbrasil.org/Quem-Somos/Declaracao-de-fe

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s